domingo, 24 de agosto de 2008

DA AMARGURA II

mantei-vos firmes
e tudo dará certo
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
delimitando com precisão
a dor estanca
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
agarrai-vos portanto ao que foi prometido observando o tempo escasso dessa vida poente passar pelos ossos da velhice ruidosamente escrita em meio ao abandono dos vossos filhos que agora só aparecem no dia de natal trazendo sorrisos embrulhados para presente tão estéreis quanto a vida que os pariu porque somos todos um estúpido amontoado de fé medo arrogância mentiras desculpas rancores tropeços e desilusões

2 comentários:

Lucius Kod disse...

...e eu q tive sonhos revoltos dentro d um sono tranquilo... o q farei?...

espero-te, como visita cordial.

na luz ou no sonho.

Jacinta Dantas disse...

Nossa!
por isso é que tento, isso mesmo, tento viver o aqui e agora. Essa é a garantia que tenho dessa ínfima passagem que tenho pelo tempo.
Um abraço
Jacinta